sexta-feira, 27 de julho de 2018

Vietnã - um passeio por Halong Bay

É hora de dar continuidade ao relato da nossa viagem ao Sudeste Asiático! Nos últimos posts falamos do roteiro em geral, e sobre nossa primeira parada: Bangkok, na Tailândia. 

A ideia original da viagem era ficar somente na Tailândia e Camboja, mas no dia que vi fotos desse lugar, não me contive e mudei totalmente o roteiro para incluir 2 dias no Vietnã, mais especificamente na Halong Bay.







Mas o que tem esse lugar de tão especial? A baía de Ha Long é formada por aproximadamente 2 mil ilhas calcárias que se sobressaem no oceano calmo e de um tom de verde intenso. São imensas pedras que saltam do mar tornando o visual algo de outro mundo. O lugar foi declarado Patrimônio Mundial da UNESCO, apesar de toda a polêmica que o aumento do fluxo turístico tem causado.

Localizada a 150 quilômetros da capital do Vietnan, Hanói, a visita à Halong Bay é geralmente feita através de mini-cruzeiros. São diversas empresas que vendem pacotes de um a três dias, geralmente incluindo o transfer de e para Hanói. Os preços praticados no Vietnam são muito bons, o que significa que uma cabine de cruzeiro top por aqui ainda é bem mais acessível que a mais simples em um cruzeiro pelo Caribe ou Mediterrâneo. A polêmica a qual me referi antes é que a quantidade de barcos que fazem esse passeio diariamente tem se multiplicado, e já percebemos muita poluição visual e até sujeira no mar, infelizmente. Já tem se falado em limitar o turismo na região, o que acredito ser uma medida essencial para preservar essa preciosidade.


Olha a quantidade de barcos!


De volta ao nosso roteiro, nós saímos de Bangkok rumo à Hanói em um voo noturno, que chegou na cidade às 21h. Escolhemos um hotel no Old Quarter, onde fica localizada a maioria dos restaurantes e bares da cidade. O hotel que ficamos foi o Golden Sun Villa. Apesar de ser um hotel simples, o atendimento, acomodações e o café da manhã eram excelentes. Para mais opções de hotel em Hanoi, procure aqui.

Saímos do hotel para jantar quase às 22h, e pra nossa surpresa, apesar de as ruas estarem bem cheias, não encontramos nenhum restaurante aberto. Tivemos que nos contentar com uns doces que achamos pela rua... 

Apesar do rápido contato que tivemos com Hanói, a cidade surpreendeu pelas cores, pelo agito das ruas e claro, o trânsito mais caótico da vida! O fluxo de carros e motos não pára pros pedestres atravessarem a rua. Você simplesmente vai e todos milagrosamente desviam de você! É fascinante e apavorante! 😅  

Hanói

Hanói - Old Quarter

No dia seguinte bem cedo descemos para o café, fizemos o check out e nosso transfer já estava nos esperando pra nos levar à Halong Bay. Após 3 paradas para buscar mais passageiros, o mini ônibus pegou a estrada, e em pouco mais de duas horas já estávamos chegando no complexo de hotéis de onde saem os barcos. Lá várias turmas chegam ao mesmo tempo, fazemos uma parada de uma meia hora, onde é servido um lanche, e logo depois carrinhos de golf levam cada grupo ao seu barco.

Após alguma pesquisa, o barco que escolhemos para o nosso cruzeiro foi o Paradise Prestige, operado pela HalongBayTours.com. Toda a negociação foi feita por e-mail, em inglês, e o atendimento foi impecável. Escolhemos o cruzeiro de dois dias e uma noite, na cabine superior com varanda. Recomendo demais uma cabine com varanda. Foi nela que tivemos algumas das melhores vistas de nossas vidas! 

Chegando no Paradise Prestige
Nossa cabine!

A vista da Varanda

Melhores vistas da vida!

Achei o ritmo do cruzeiro de uma noite bem puxado, o tempo é super corrido! Entramos no navio ao meio dia, deixamos as malas na cabine e vamos direto ao almoço. As comidas são inclusas, mas bebidas alcoólicas são pagas por fora. 

Galera chegando no restaurante

Entrada

Principal


Sobremesa
Lunch with a view!

Logo após finalizado o almoço já chegamos na nossa primeira parada: a Surprise Cave. Saímos do navio para um barco menor, que nos levou a uma das ilhas, onde subimos alguns degraus até a entrada da caverna. No início ela parece um pouco apertada, mas logo entendemos o motivo do seu nome: surpreendentemente ela se abre em uma caverna gigantesca, a maior do país e uma das maiores de toda a região!



Surprise Cave


Na saída da caverna temos uma vista linda do mar e suas ilhotas de pedra, aproveite para tirar fotos, principalmente se o tempo estiver bom!


Vista do alto da Surprise Cave


Após o passeio, voltamos ao navio por alguns minutos e logo depois, saímos novamente rumo ao segundo passeio do dia: um local onde pudemos escolher entre alugar um kayak, ou um pequeno barco guiado por locais. O local é uma ilhota cercada de rochas, onde podemos ver vários macacos. Como o dia estava um pouco frio, preferimos o passeio de barco, para evitar acidentes aquáticos inconvenientes! 😂 Mas confesso que bateu uma invejinha da liberdade da galera do kayak!

Os barquinhos de passeio

Barquinhos e Kayaks

Kayaks

Um detalhe muito importante da região de Halong Bay é que ela é quase sempre coberta de nuvens e neblina. São raros os dias de sol, mesmo no verão. E durante nosso passeio essa foi a regra. Porém, no fim do primeiro dia, quando voltamos ao navio, o sol abriu e tivemos o privilégio de presenciar todas essas cores em pleno pôr-do-sol! Foi inesquecível!

Pôr-do-sol na Halong Bay




No início da noite foi programado um happy hour no convés do navio. Havia degustação de bebidas típicas e até uma aula de culinária vietnamita. Durante a noite cada hóspede reservava um horário para o jantar, que era no mesmo esquema do almoço. Após, o restaurante virou uma grande sala de TV e um filme que retratava a guerra do Vietnã prendeu a atenção de todos.

Happy hour no convés

Após uma ótima noite de sono, o dia seguinte começou super cedo, pois às 7:30 já tinha passeio! Fizemos um pequeno chá com biscoitos, e partimos para o nosso barquinho de sempre. Como alegria de pobre dura pouco, nesse dia não escapamos da famosa neblina... As Ilhotas simplesmente desapareciam da nossa vista, deixando o ambiente com clima de "As Brumas de Avalon"!

Adicionar legenda



O último passeio do roteiro era pela famosa Ti Top Island, que ganhou seu nome do famoso herói russo Ghermann Titov, o qual ganhou até estátua na ilha. As duas principais atrações da ilha são um mirante no alto de mais de 400 degraus, que promete a melhor vista de Halong Bay, e uma praia de areia, coisa rara na região.

Ti Top island

Chegamos na ilha por volta das 8h da manhã, horário em que a neblina está bem forte. Talvez uma visita à ilha à tarde seja uma ideia melhor para quem quer aquela foto ícone da região. No nosso caso, tivemos a clássica "expectativa/realidade" com as nossas fotos tomadas de névoa! Mas confesso que ainda assim a sensação de ver toda aquela grandiosidade valeu demais o sufoco de subir tantos degraus!


Expectativa... (http://trulyvietnamtour.com/package/halong-bay-1-day-tour/)


Realidade!

Vsta panorâmica do alto da Ti Top island

Como o tempo amanheceu um pouco frio, na casa dos 19 graus, descartamos totalmente o banho na praia da ilha. No entanto, depois de tanta subida e com o aumento da umidade e temperatura, até achei que rolaria um banho sim! Portanto não deixe de levar a roupa de banho, just in case!


Praia da Ti Top island no início da manhã, vazia...








E na volta... Lotada!


Após o passeio voltamos ao navio, onde um belíssimo café da manhã nos esperava. Tiramos as últimas fotos e nos despedimos do sonho que foi esse cruzeiro!






Na chegada ao porto, nos ofereceram ainda um almoço no complexo hoteleiro próximo, e depois pegamos nossa van de volta a Hanói. Como já íamos direto ao aeroporto, descemos antes de chegar ao centro e pagamos um táxi. Nosso voo era as 17:20 e chegamos com bastante folga.

Essa foi nossa breve primeira passagem pelo Vietnã. Espero poder voltar logo ao país para ver muitas outras maravilhas como a Halong Bay!

No próximo post, chegaremos ao Camboja! Fiquem ligados!