quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Post Musical - Spotify

Hoje  é dia de post musical!

Hoje ao invés de indicar as músicas "do momento", vamos falar do aplicativo de música que está bombando, o Spotify.



O Spotify, dentre outros tais como Rdio, Deezer, etc., traz a ideia de ouvir músicas legalizadas a partir da Internet, sem downloads. Uma conexão 3G dá conta do recado. O Spotify me parece melhor pois: possui o maior repertório, aplicativo fácil e levinho e tem mais recursos na conta gratuita, inclusive a capacidade de escolher músicas e não apenas ouvir as listas prontas, o que é básico, mas nos outros requer conta paga.

A versão paga do Spotify, 15 reais por mês, dá direito a manter músicas offline (os arquivos ficam dentro do app, não disponíveis para acesso direto) e desligar propagandas entre músicas. Parece um gasto pequeno em cultura e lazer se consideramos que estamos diante de um produto de qualidade e que não fere direitos autorais, além de economizar tempo.

Em ambas versões, é possível associar a conta Facebook e ver o que seus amigos estão ouvindo ou ainda acompanhar uma playlist.

Outra coisa legal do Spotify são as listas que já vem montadas, de acordo com o estilo musical, ou conforme as mais tocadas do momento e local. Tipo "as 10 mais tocadas no Brasil em 2014", ou "os 100 top hits internacionais". Isso facilita a vida de quem quer conhecer novas músicas, ou descobrir de quem é aquela música que toca na rádio e você gosta. E tem de tudo que você imaginar: dia desses eu estava ouvindo a lista: Pop para maquiagem! kkkkkk





Além de ter o programa em seu computador, você pode baixar o aplicativo no seu smartfone e ouvir as músicas de onde estiver!

Legal, né?


Por: Marcela Silva Bezerra



sábado, 27 de setembro de 2014

Feira Quitutes no Parque da Cidade


Brasilienses, hoje é dia de Quitutes, a feira gastronômica que reúne o que há de melhor da culinária candanga, com música e diversão. Eu particularmente AMO esses eventos!


A feira acontece hoje no Parque da Cidade, no estacionamento 4, das 13h até as 22h. Serão mais de 100 pontos gourmet, além de exposições.

Para animar a galera participarão os Djs The Migs (PicniK), Biondo (Mimosa), Vitão Milionário (Suave) e Julia Hormann (Tutti-Frutti). Vai rolar um "sunset party"!

Segue o mapa do local:



Vamos?


Por: Marcela Silva Bezerra

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Restaurant Week Brasília

Chegou mais um festival de culinária na Capital Federal, aquele momento tenso em que a dieta (e as economias) vão para o espaço! 

Na minha opinião, o Restaurant Week é o melhor dos festivais do estilo! Ele ocorre pela segunda vez em 2014 no período de 28/07 a 10/08. Quem tem Mastercard Platinum ou Black já pode aproveitar a promoção nessa semana, de 21 a 27/08.



A promoção vale para o almoço e jantar (a critério do restaurante) sendo que cada restaurante elabora um menu especial com entrada, prato principal e sobremesa a preço fixo: 41,90 + 1,00 para doação, no almoço e 51,90 + 1,00 para doação, no jantar.

Dei uma olhadinha nos pratos desta edição e gostei muito! Alguns dos meus preferidos:

Fetuccine de filé mignon - Avenida Paulista



Costelinha de porco com quadra de legumes - Dudu Bar



Risoto de pato e laranja - Belini Pães e Gastronomia


Bife Ancho com papas ao parrilero - Toro


Cone de Sorvete de Chocolate com avelã - Unanimitá


Bife Ancho com arroz de funghi - Universal Dinner


Linguini com camarão, frango e verduras - Vila Tevere


Delícia hein? Mas gostei de muuuuitos outros.. Vamos ver em quais consigo ir! Deixarei o feed back aqui!!

Hasta la vista!


Por: Marcela Silva Bezerra



quinta-feira, 8 de maio de 2014

Festival Brasil Sabor 2014

Está rolando este mês em Brasília o festival Brasil Sabor 2014. São 72 restaurantes participantes, cada um com um prato especial custando entre R$ 29,90, R$ 39,90 e R$ 49,90, com uma entradinha inclusa. A variedade dos participantes é ótima, tem desde lanchonetes, pizzarias até grandes restaurantes.



Ao contrário do Restaurant Week, este festival não traz precinhos assim tããão tentadores, mas tem um diferencial: A cada prato que você provar, você ganha um selo. Juntando 6 selos, você pode escolher um prato gratuito! Divertido, né? Lembra aqueles álbuns de figurinhas que a gente fazia de tudo pra preencher! (Saudade da infância! rss) E como a promoção dura quase um mês, dá pra conseguir, né? 

Ah, quem é cliente Oi ou do Banco de Brasília tem mais uma vantagem: bastam 4 selos para conseguir o prato cortesia! 

Vou mostrar um pouco dos restaurantes que já fomos (e adoramos!):

1- Pizzaria Baco

Começamos o roteiro com a tradicional pizza de fim de semana, dessa vez numa roupagem... digamos, bem inusitada... A pizza do festival é estrelada! O sabor da pizza é marguerita, e cada pontinha da estrela tem um recheio de ricota, bem levinha! A entrada era uma casquinha de massa de pizza delicinha.



Bom, fora o fator novidade, achei o sabor bem básico, a borda de ricota ficou até um pouco sem gosto na verdade... Mas pizza é sempre pizza né, não tem como ficar ruim!

2- Dona Lenha

No almoço de domingo optamos por um prato mais leve, e nosso escolhido foi o peixe assado com purê de mandioquinha, do Dona Lenha. Muito gostoso, tempero à perfeição, mas na minha opinião o preço é que estava beem salgado... Custou R$ 49,90! De entrada veio uma focaccia de carne bem temperada.

A maioria dos pratos do cardápio custava menos do que o prato do festival, inclusive risotos, carnes com massas, e outros tipos de peixe. Achei um contrassenso, principalmente pelo prato ser bem simples!



Uma pena, pois estava tão gostoso que se não fosse isso seria meu preferido do festival até agora!

3- Só Saúde

Não conhecíamos este restaurante, mas nos atraímos pelo prato super saudável que ele apresentou: uma tilápia com gergelim, acompanhada de arroz tricolor e purê de batata doce. De entrada uma "brusqueta light". Então fomos lá conferir.

Na verdade trata-se de uma lanchonete, que serve pratos no almoço, e divide espaço com uma pizzaria (Pedacinho Pizza). Mas qualquer má impressão ficou por aí. O prato, apesar de ser bem na linha do natureba, estava de-li-ci-o-so! Fazer dieta assim, ah, é muuito fácil! Com certeza retornarei para um almocinho "na linha" em um dia de semana!








4- Villa Tevere

Fomos no nosso restaurante preferido da cidade (prometo um post só dele uma outra hora!), para um jantar de comemoração do nosso aniversário de namoro. Simplesmente AMO aquele ambiente, principalmente para um jantar romântico!

Mas, com relação ao prato da promoção, achei que não se adequava muito a um jantar... A entrada era um creme de bacalhau gratinado, e o principal era carne seca com abóbora e risoto de baião de dois. O marido pediu e eu provei um pouquinho, claro! Estava tudo muito gostoso, mas eu preferi ficar na massinha mesmo!




Mas para o almoço, sem erro, o prato é show de bola!! 

5- Rio Bistrô

O quinto restaurante foi meio por acaso, estávamos passando em frente e resolvemos entrar. Sou cliente assídua do Rio (antigo Doce Delícia), franquia do Rio de Janeiro que traz pratos bem variados e tortas doces deliciosas.

O prato do festival era um filé cortado em tiras no molho de fondue de queijo, com uma tortinha de batata com recheio de funghi. Saladinha ceasar de entrada. Muito nhami!!



6- Unanimitá

Acabamos de chegar de lá e já registrei o prato do festival, que mais uma vez só o marido provou: nhoque de banana com molho de picadinho e ovo pouché. Ele adorou. Já eu que não sou muito de banana, passei! Apesar que provei e nem estava tããão doce assim.. rss

A entrada era uma espécie de nacho com recheio de carne bem temperada.



Olhem só, com pouco mais de uma semana de festival já temos os 6 selinhos devidamente preenchidos! Falta só escolher nosso prato cortesia! Uhuuu!! 

Tomara que depois disso tudo não venham uns quilinhos de cortesia também...


BRASIL SABOR - BRASÍLIA
De 1 a 25 de maio de 2014
Brasília
http://www.brasilsabor.com.br/festival/


Por: Marcela Silva Bezerra

quarta-feira, 30 de abril de 2014

Feira Gastronômica Brasil Sabor 2014

Dica rápida para quem vai passar o feriado em Brasília: amanhã vai rolar mais uma feira gastronômica, desta vez organizada pelo festival Brasil Sabor

O evento vai ocorrer amanhã, a partir das 12h, no Parque da Cidade, entre os estacionamentos 9 e 10 (em frente à praça das fontes).


Serão 25 restaurantes participantes e os pratos variam entre 5 e 20 reais.

Estou muito feliz em saber que as feirinhas gastronômicas estão "pegando" aqui em Brasília! Acho um ótimo programa para todos os gostos: família, casais, amigos, e até pra quem tá sozinho!

A dieta é que vai pelo ralo, né? rss

terça-feira, 15 de abril de 2014

Lollapalooza 2014

Mil perdões pela demora, (infelizmente o blog ainda não paga minhas contas! rs) mas como prometido, vou fazer um relato de minha experiência no Lollapalooza 2014!



Eu e o marido resolvemos ir ao festival pela primeira vez este ano, e como já não somos mais assim tão jovens (rs), preferimos ir só um dia. O escolhido foi sábado, por ter o maior número de atrações que gostamos.

Como resolvemos ir de última hora, a logística ficou bem complicada (hotéis e passagens já estavam mais caros...). Então resolvemos fazer um "quase bate-volta" saindo de Brasília. Compramos a passagem para sábado de manhã, chegando em SP às 11:30, e a volta no domingo à tarde. Reservamos o Hotel Ibis Congonhas, uma mão na roda, pois basta atravessar a passarela saindo do aeroporto e já estamos no hotel! Como o festival começava ao meio dia com previsão de acabar as 11h da noite, estava tudo bem tranquilo.

Na ida nosso voo atrasou uma hora, e ao chegarmos no hotel enfrentamos uma fila nada básica no check in, o que nos atrasou um pouco. Mas sem problemas, pois as melhores bandas só iam começar as 17h. Descansamos um pouco, almoçamos no próprio hotel, e saímos 15h pro festival.

Havia a opção de uma linha ônibus normal que levava ao Autódromo, mas estavam todos muito lotados, e num calor de 30 graus! Então resolvemos encarar o táxi mesmo. A corrida custou 49 reais, e descemos em frente ao portão. Mas o trânsito não estava ajudando muito.. Demoramos mais de uma hora para chegar. Com mais o tempo da fila, conseguimos entrar as 16:30!

O show ocorreu no Autódromo de Interlagos. O local era visivelmente bem amplo, eram 3 palcos bem afastados entre si, com muitas barracas de comida e bebida. Mas sinceramente, a organização não funcionou muito bem na prática... Acho que pelo grande número de pessoas, que lotavam a capacidade dos palcos quando a banda era conhecida.

As filas para conseguir comprar as fichas estavam demorando quase uma hora, e o deslocamento entre os palcos estava muito, muito ruim! Os espaços de passagem foram delimitados e eram muito estreitos, imaginem uma multidão tentando sair de um palco para outro do outro extremo, toda de uma vez! Definitivamente, não funcionou... Muita gente não conseguiu ver as bandas que queria nessa confusão.

Bom, voltando à parte boa da coisa! rs.. A primeira banda que vimos foi a Imagine Dragons. Ainda bem que eles atrasaram uns 15 minutos, que foi o tempo que precisamos pra comprar as benditas fichas e ir ao palco. Conseguimos chegar bem perto inclusive, foi ótimo! Adorei o público, bem eclético, muuuitas crianças com os pais, famílias inteiras cantando todas as músicas, achei o máximo!

Imagine Dragons - Radioactive

Criançada curtindo o show!


Quando a banda acabou, já estava começando o show da Lorde, que era no palco do lado exatamente oposto ao que estávamos. E como a gente estava na frente, bem, é de se imaginar o tempo que demoramos pra chegar lá.. Mais de meia hora! Chegamos quase no fim do show, e nem arriscamos entrar muito na confusão, assistimos de longe mesmo. Mas por sorte, as músicas que eu conhecia ficaram pro final, e consegui ver bem a moça pelo telão. Ela é mesmo ótima!



Após este show, nossa ideia era ver o show do Nine Inch Nails, mas eles iriam tocar lááá naquele primeiro palco, então descartamos logo de cara, pois nossa prioridade era o show do Muse, e a gente queria ver de perto!

Então aproveitamos para ir ao banheiro (fila) e comer alguma coisa (mais e mais fila), o que nos demorou uma hora ao todo.

A intensão do festival era até boa, havia até uma "Tenda Gourmet", com chefs famosos da cidade, mas novamente a quantidade de gente tornou a coisa insustentável... Mal dava pra enxergar as comidas, comprar então, haja paciência!!

Como vocês podem ver, a enorme quantidade de gente e as distâncias a serem percorridas nos deixaram com pouco (ou quase nenhum) tempo livre para, digamos, descansar! Sem brincadeira, acho que me sentei por 3 minutos durante as quase 8 horas de festival! 

Seguimos então para o palco principal e "cavamos" um lugar legal para assistir ao Muse. A banda atrasou um tempinho razoável (ou pelo menos pareceu para a trintona aqui que já não aguentava de tanta dor na lombar!!), e entrou tocando de cara suas músicas mais "pesadas". Nos sabíamos que o vocalista estava supostamente com uma gripe e talvez nem conseguisse cantar direito... Talvez isso tenha explicado a ausência de tantas músicas famosas, que eles tocam em todos os shows, e a prevalência de músicas mais graves e instrumentais.

Supermassive Black Hole, uma das minhas preferidas, ficou de fora... Mas por outro lado, a emoção de escutar Madness e Knights of Cydonia no meio daquela galera foi indescritível!! Nesta última, que fechou o show, a galera distribuiu placas com partes da letra, ficou lindo no vídeo!!



Ao final do show (que era o último), por volta das 23:30, tínhamos ainda pela frente o desafio da volta pra casa... Como estávamos novamente na frente do palco, até conseguirmos sair do local seria impossível conseguir algum táxi, então nem nos apressamos... Pelo contrário, esperamos a multidão sair, tentamos comer alguma coisa com mais calma, e então saímos, rumo à estação de trem que (aleluia!) estava funcionando. A ideia era descer numa região mais central e de lá buscar um táxi, sem competir com o festival inteiro. E, tirando o aperto básico pra entrar na estação, claro, deu super certo, descemos em Morumbi e na saída da estação tinha um táxi parado só nos esperando! rss

Bom, a conclusão de lollapaloozetes de primeira viagem foi: o espaço definitivamente não suportou a quantidade do público. Entre um lugar mais amplo e com lama (que pelo que ouvi falar foi o do ano passado) e uma lata de sardinha seca, fico com a lama, com certeza!! E pra quem tá pensando que eu não sei o que estou dizendo, vai aí uma foto do Leeds Festival, no Reino Unido, que ocorre num pântano (rs), mas que é muito mais bem organizado e planejado, na minha opinião!!

Leeds Festival 2013: Lama, chuva e espaço à vontade!

Mas, apesar dos pesares, tenho que confessar: valeu a pena, e eu iria de novo com certeza!! O que a gente não faz pelas nossas bandas do coração hein!! rsss

Até a próxima!


Por: Marcela Silva Bezerra



quarta-feira, 2 de abril de 2014

Especial Lollapalooza - Sábado

Está chegando a hora! Neste final de semana vai rolar um dos melhores festivais de música do país: o Lollapalooza. O festival originou-se nos Estados Unidos, e em 2010 se espalhou por vários países do mundo. Desde 2011 ele está no Brasil, e neste ano ocorre na cidade de São Paulo, no próximo fim de semana, dias 5 e 6 de abril.



Conseguimos comprar uns ingressos de última hora, para o sábado, então,  nada melhor que um aquecimento por aqui!!



Sábado será o dia da música alternativa, e as atrações são muito boas! Vamos ver algumas?

1- Silva: O Cantor Capixaba já esteve aqui no blog com o clipe de "A visita", lembra? Segundo o artista, sua influência é uma mistura de MPB, música eletrônica e clássica. O resultado é uma obra de arte!


A visita


2- Imagine Dragons: A Banda de Las Vegas já é queridinha dos brasileiros, toca na rádio o tempo inteiro! Mas se você nunca viu um show deles na televisão, pode subestima-los. Radioactive, por exemplo, levanta a galera em qualquer ritmo e versão que eles possam inventar! O show promete!! Outros grandes sucessos da banda: The Time e Demons.


Demons + radioactive


3- Lorde: Difícil acreditar que essa Neozelandeza tem apenas 17 anos e já foi eleita a "mulher do ano" pela MTV em 2013, tendo seu primeiro grande sucesso, "Royals", como ganhador de vários Grammys, inclusive de melhor canção do ano! Mas isso tudo tem um motivo: a moça escreve todas as suas músicas, desde os 13 anos! Lorde tem um estilo indie pop, e sua voz foi considerada uma mistura entre Adele e Ellie Golding. Outros sucessos da moça: Tenis Court e Team.


Royals


4- Nine Inch Nails: É uma banda de rock alternativo, que faz misturas do gênero rock com música eletrônica, gerando estilos únicos. Fez muito sucesso nos anos 90, e desde 2007 se desvinculou totalmente das gravadoras. Em 2009 a banda deu um tempo, tendo voltado com o novo álbum em 2013, quando iniciou sua nova turnê.


Came back haunted


5- Muse: A banda inglesa será o headliner do primeiro dia do festival. Tem também um estilo alternativo, misturando rock com música eletrônica e clássica. Fazem sucesso desde os meados dos anos 90, e até hoje já lançaram 6 álbuns, o último em 2012, "The 2nd Law". O primeiro sucesso deste álbum foi "Madness", que define bem o estilo da banda: uma toada meio dubstep, casando perfeitamente com um rock melódico, muito boa!


Madness

Supermassive Black Hole - Amoooo!!


Bom, o festival promete! Na volta conto pra vocês como foi!


Por: Marcela Silva Bezerra

sexta-feira, 28 de março de 2014

Dia de Quitutes no CCBB/Brasília!

Para os apaixonados por culinária que estão em Brasília, um programa imperdível neste sábado é o Quitutes, festival onde os chefs mais famosos da cidade fazem uma amostra de seus pratos favoritos a precinhos acessíveis. 



Serão mais de 70 estandes participantes, com pratos variando entre R$5,00, R$10,00 e R$ 20,00, dentre lanchinhos, pratos mais elaborados e sobremesas.

Esta edição vai rolar no Centro Cultura Banco do Brasil, às margens do lago, e bem no estilo aqui do blog: juntando boa comida, visual belíssimo e muita música! Já está confirmada a participação da banda australiana Jagwar Ma, além de tendas com música mecânica.

Além dos pratos servidos pelos cheffs, esta edição conta também com alguns workshops, que ensinam desde o cultivo de hortaliças, elaboração de pratos especiais até degustação de vinhos! Muito bom!! Vejam as opções aqui: http://bloggastronomix.blogspot.com.br/2014/03/especial-quitutes-confira-os-workshops.html

Seguem algumas fotos do primeiro festival, que ocorreu no final do ano passado na Ermida Dom Bosco:





O festival ocorre amanhã, das 13h às 22h. Maiores informações sobre evento podem ser encontradas no blog oficial e suas postagens mais recentes.

Vejo vocês lá!



sábado, 8 de março de 2014

Playlist - março/2014

Chegou a hora de dedicar um espaço ao sentido que estava meio esquecido neste blog: a audição! Mas isso tem um motivo. A audição pra mim é o sentido mais artístico de todos. Explicando os prazeres da visão e do paladar é mais fácil seguir uma lógica boa e prática, mas o deleite da audição pra mim é um mistério.. Não consigo explicar muito bem meu gosto musical, apenas o sinto. Música pra mim é vida, e desde pequena já percebi que meu amor por ela era inato.

Tenho muitos posts musicais em mente, mas como é tão difícil escolher por onde começar, vou mostrar hoje minha playlist atual, uma seleção que fiz das músicas mais recentes favoritas. A lista é bem eclética, afinal, não tenho preferência por um ou outro estilo de música. O bom é apreciar uma boa melodia, e se emocionar com uma letra bonita, seja o ritmo que for!

1- Love me Again - John Newman - Tem uma toada meio soul, com piano e saxofones, mas bem pop. O cantor inglês John Newman estourou no Reino Unido com esse sucesso. A música é daquelas que gruda na sua cabeça e é muito boa!



2- Counting Stars - OneRepublic- Um pop rock com elementos inusitados, com toques de flauta, piano, e um trecho inspirado em música gospel, sensacional!!


3- La La La -Sam Smith ft Naughty Boy- Do produtor britânico Naughty Boy e cantada por Sam Smith. Pra mim é difícil dizer que estilo tem essa música. Acho ela única! Tem um vocal muito interessante, e a letra é engraçada. Fez um sucesso enorme na Europa no ano passado, mas não cheguei a ouvir em rádios por aqui... O vídeo é muito muito interessante, vale a pena ver! No início parece meio esquisito, mas do meio pro fim começa a fazer sentido! rss



4- Dare You - Hardwell feat. Matthew Koma - Uma música eletrônica que nos faz perder o preconceito. Melodia linda, letra incrível, mensagem muito bonita, que transmite coragem, vontade de viver.



5- A Visita - SILVA - Essa não é tão nova mas só agora baixei. E cada vez mais me surpreendo com a qualidade da música brasileira dessa nova geração! Muuuito boa! Você provavelmente já ouviu em propagandas, mas escute toda, vale a pena!



6- Let her go - Passenger- Mais um cantor e compositor britânico (não tenho culpa se eles são os melhores! rs). Engraçado que ouvi essa música pela primeira vez no avião (fico vendo clipes a noite inteira nos voos internacionais!), e me apaixonei por ela de cara! Um pop acústico, de melodia fácil e cativante, e letra linda. Outra que fica na cabeça por um tempo, e vale a pena!!


7- Brave - Sara Bareilles - Uma das melhores cantoras da atualidade, minha musa, dona de uma das minhas músicas favoritas (Love Song), a americana Sara Bareilles voltou com uma linda nova canção. Letra ótima, melodia idem! Mais uma música que transmite coragem e força para seguir nossos ideais. Já foi tocada no Gramy deste ano, e até no Glee (Adoooro)! rss



8- Miss Jackson -  Panic! At the Disco - Representando o rock alternativo (se bem que pra mim essa está mais pop que as demais do gênero), essa música está nas paradas de sucesso do mundo todo!



9- Lego House - Ed Sheeran - Finalizando a lista, o queridinho da Inglaterra, cantor e compositor de 23 anos que tem melodias lindas. Essa, um pop acústico, é uma delícia! Neste clipe você jura até quase o final que o "Rony" do Harry Potter virou cantor, e dos bons, até que descobre a pegadinha! rss


Curtam os clipes e até a próxima!!


Por: Marcela Silva Bezerra

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Itália - as cores, sons e sabores do paraíso!

Este blog, que tem a grande pretensão de falar dos prazeres que nos tocam os cinco sentidos, faz surgir de cara uma dúvida igualmente grandiosa: por qual dos sentidos começar?

Na verdade toda essa “pretensão” é uma despretensiosa tentativa da autora que vos fala em dividir algumas experiências adquiridas ao longo de sua jornada pelo mundo. E, posso lhes dizer, se há neste mundo um lugar que reúne o deleite supremo de cada um dos cinco sentidos, ah, sem dúvida alguma esse lugar é a Itália!



Em que outro lugar do mundo podemos nos impressionar com as grandes obras da antiguidade durante o dia, e ir aos céus saboreando uma massa dos deuses à noite? Onde mais temos a chance de desfrutar de um pôr-do-sol magnífico como o da Costa Amalfitana, enquanto ouvimos o clássico “Oh sole mio”? Em que outro canto podemos sentir queimar na pele “o sol da Toscana” enquanto sentimos o aroma dos campos de girassóis? Ah, meus amigos, uma combinação tão grandiosamente desenhada e elaborada, você só encontra na Itália!

Um país onde as uvas geram vinhos únicos, que harmonizam incrivelmente com a culinária mais perfeita do planeta! É impossível pensar na Itália sem considerar os prazeres do olfato e paladar, a beleza manifesta nas mais diversas paisagens, o som, ah, o som maravilhoso do idioma italiano (e todos os seus dialetos), e uma alegria calorosa que se sente na pele!  



Mas, enfim, vamos a algumas dicas úteis. A Itália é um país relativamente grande, para o padrão europeu pelo menos, e cheio de extremos. Existem diversos tipos de roteiros para quem quer visitar o país, curtos ou longos, mas posso garantir que a Itália tem itinerário para uma vida inteira!

Passei minha lua de mel por lá, um total de 19 dias. Não conseguimos nem de longe ver tudo que queríamos, mas foi o suficiente para nos apaixonarmos perdidamente e levarmos para casa uma imensa vontade de voltar!

Florença


Regiões

A Itália é subdividida em 20 regiões, que agregam paisagens tão diferentes entre si, difícil acreditar que fazem parte de um mesmo país! Enquanto o cartão postal da Campania são as praias lotadas durante o verão, e as ilhas de Capri, Sardenha e Sicília esbanjam barcos e iates luxuosos, um pouco mais acima, na região de Abruzzo, não é difícil encontrar os parques cobertos de neve! 

Pra quem quiser conhecer a fundo cada uma destas regiões, sugiro o Site “Viajando para a Itália”, o mais completo em português: http://www.vamosparaitalia.com.br/regioes.html

Aqui vou me ater às regiões que nós visitamos: Lazio, Campania, Veneto e Toscana.

Roma é a capital do Lazio, e concentra a maior quantidade de riquezas arqueológicas do País. Ali também fica localizado o Vaticano, atração à parte.

A Campania, cuja capital é Nápoles, engloba a lindíssima Costa Amalfitana, faixa de litoral rochoso que inicia-se em Sorrento, e segue até Salermo, passando por vilarejos incríveis como Positano e Amalfi, bem como a cidade serrana de Ravello. Deve ser visitado de preferência no verão, principalmente se a intenção é curtir uma praia! Outra atração da região é o sítio arqueológico da cidade de Pompéia, que foi destruída pelo Vesúvio, vulcão que hoje molda a paisagem da região.

Veneto é a região onde está localizada a cidade de Veneza. Cidade única no mundo, vale uma visita em qualquer época do ano!

Por fim, a Toscana dispensa maiores apresentações! A região engloba cidades medievais, como San Gimignano, Montepulciano, Siena, dentre outras; o tesouro cultural do renascimento na cidade de Florença; a icônica torre de Pisa; bem como os campos de girassóis e os famosos vinhedos que são responsáveis por vinhos que se sobressaem entre os melhores do mundo, como o Chianti e o Brunello di Montalcino.

Cada uma das cidade que visitamos ganhará seu post próprio, prometo!


Clima

O clima na Itália é outro fator de mudanças drásticas! Enquanto no verão as temperaturas podem chegar perto de 40 graus, no inverno há neve em grande parte do país!

Os blogs que pesquisamos antes de conhecer a Itália diziam: a melhor época para visitar o país é na primavera, que não é tão quente nem frio, e nem chove tanto quanto no outono. Bom, mas como nosso casamento era no final de junho, não tivemos muita escolha, e fomos no auge do verão! E ouso discordar destas opiniões simplistas, pois acredito que a Itália tem roteiros que podem ser maravilhosos o ano inteiro!

Minha dica é, se você vai à Itália no verão, inclua mais destinos à beira mar, conheça as ilhas de Capri, Sardenha, Sicília, alugue um carro e percorra a Costa Amalfitana, dê um pulinho em Cinque Terre, conheça Veneza! E diminua os destinos arqueológicos, pois, posso afirmar, a combinação entre pedras (muitas pedras), tempo seco e muito sol não é das mais agradáveis.

Por outro lado, se você vai em uma época mais amena, esqueça um pouco o litoral (a água já fica muito gelada!), priorize os passeios culturais, bem como aproveite a região da Toscana de uma forma mais agradável! O que inclui tomar vinho o dia inteiro sem morrer de calor! Rsrs

Sobre viagens no inverno, não sou boa conselheira, pois sempre evito. O frio me espanta das ruas, o que a meu ver não combina muito com viagens... Mas, de qualquer forma, o inverno na Itália não é tão rigoroso como na maior parte da Europa (temperaturas abaixo de zero são muito raras), o que permite sim um bom passeio nessa época do ano!

Para maiores informações sobre o clima e temperaturas na Itália, veja as médias por cidade no link http://www.vamosparaitalia.com.br/clima.html .


Moeda

A moeda utilizada na Itália é o EURO. Atualmente temos enfrentado uma alta significativa do EURO em relação ao REAL, o que dificulta um o planejamento e exige um pé de meia um pouco maior!

Sobre a melhor forma de levar o dinheiro e gastar, eu até o ano passado tinha um “truque infalível” para conseguir economizar na cotação, que era levar em espécie o mínimo possível (geralmente o suficiente para um táxi e uma refeição), e sacar a maior parte do dinheiro na chegada, no próprio aeroporto, pois a cotação do saque nos bancos é bem menor que a praticada pelas casas de câmbio.

Mas... Eis que vem nosso querido governo e nos prova que nenhum truque é infalível para nós, brasileiros... A partir de agora, o IOF cobrado nos saques no exterior passou de 0,38% para 6,38%, o que nos deixa sem ter pra onde fugir! Ou gastamos a mais na cotação das casas de câmbio, ou pagamos a mais o IOF no saque no exterior. A mesma taxa será cobrada também nas operações a débito, inclusive travelcard.

Só resta a nós, viajantes de plantão, torcer para que a economia brasileira dê um “up” e empurre o REAL pra cima de novo né? Não custa sonhar! 


Costumes

O povo italiano é conhecido pela sua alegria de viver, o que nos aproxima deles de certa forma. Em comparação com o restante da Europa, em nenhum outro lugar você vai se sentir tão “em casa” como lá!

O que assusta um pouco no jeitão italiano é o fato de ele ser “efusivo demais”, o que às vezes pode parecer grosseria. Mas não é, garanto! Um italiano nunca conseguirá ser cirurgicamente grosso como um francês ou um inglês! Ele pode até levantar o tom de voz, mas logo depois solta uma gargalhada que te deixa até sem graça!

Sobre costumes italianos, creio não haver muitas diferenças significativas. A religião predominante é a católica, o país não tem muita violência, mas é preciso ter cuidado com pequenos furtos em algumas regiões, como Nápoles, por exemplo. É um povo bem família, que em regra trata bem as pessoas, dão valor ao seu país, sua culinária, seu povo e seus costumes.

 Jogo da Itália em Roma



Culinária

Bom, o que falar sobre a cozinha italiana? Há alguém que consiga encontrar defeito em alguma receita da nonna?

Na minha humilde opinião, a comida italiana é a melhor do mundo e ponto. Não importa se você reservou o melhor restaurante da cidade ou se resolveu comer na pizzaria da esquina do seu hotel, você tem 99% de chances de comer uma refeição memorável!

Quem nunca foi a Itália pode ter a ilusão de que conhece a comida italiana, afinal, todo mundo conhece, não? Eu também achava isso! Mas as refeições que tive naquele lugar me trouxeram dois pensamentos: um, por que não se come isso em todos os lugares do mundo? E, dois, como é que esse povo consegue ser magro, Dio mio??? 

Em Roma conheci a verdadeira pasta italiana, de um sabor simples e inexplicável, resumível em três palavras: spaghetti a carbonara!!! Em Nápoles provei a famosa “verace pizza napoletana”, que foi a origem de todas as pizzas do mundo, e tem um charme todo especial. Na Costa Amalfitana arrisquei as receitas mediterrâneas de peixes e frutos do mar, cozinhados das mais diversas formas, sempre finalizando com o Limoncello, que amei, claro! Na Toscana senti pela primeira vez o aroma inebriante da trufa, e me apaixonei perdidamente pelo seu sabor, um caso de amor eterno!

Amigos, afirmo com toda a certeza: depois de mergulhar no ritual do antipasti/primo piatto/secundo piatto/dolce (regado a muito vinho, claro), nenhuma refeição será a mesma!

E os três quilos que trouxe de volta pra casa? Valeram cada graminha!




Bom, essas são as impressões gerais que tive sobre a Itália! Prometo que falarei de cada uma das cidades que visitamos, com dicas úteis para os viajantes e aqueles segredinhos que descobrimos por acaso!

Espero que tenham gostado!

Marcela



Por: Marcela Silva Bezerra

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Das coisas que nos fazem viver mais



Você já teve a sensação de que os dias estão passando cada vez mais rápido? O ano mal começa e quando você vê, já é natal! As crianças crescem numa velocidade inacreditável!

Sabe o que causa essa sensação? A rotina! Sim, cientistas afirmam que quanto mais experiências novas vivemos, nosso cérebro nos dá a sensação de que o tempo está passando mais devagar! Por outro lado, se fizermos todos os dias a mesma coisa, o tempo parece que voa. 

Veja que contrassenso: você está lá, sem fazer nada de interessante, e ainda por cima, literalmente perdendo tempo!

A rotina nos transforma em pequenos robôs: não sabemos o que vemos, o que ouvimos, o que sentimos. Só sabemos que o tempo... passou!

Então, é isso mesmo: ter uma vida mais interessante de quebra nos faz viver mais! E isso inclui das coisas mais simples, como pegar um caminho diferente, ouvir uma música nova, ler um livro despretensioso, tomar um café num lugar diferente, conhecer novas pessoas, viajar! 

Então, mãos a obra! Quem sabe se capricharmos não nos tornamos imortais?


Por: Marcela Silva Bezerra